Tratamentos de Cicatrizes Faciais

Tratamentos de Cicatrizes Faciais

Cirurgia para Cicatrizes Faciais

Quando a pele está em processo de recuperação de uma lesão, seja por resultado de um acidente, cirurgia, queimaduras ou acne, quando várias camadas da pele tenham sido afetadas, cicatrizes quase sempre ocorrerão.

Uma vez formada uma cicatriz, ela é permanente, mas pode sempre se tornar menos visível ou transferida cirurgicamente para outro local menos aparente.

Com poucas exceções, a maior parte das pessoas ressente-se sobre cicatrizes faciais, e algumas podem também experimentar limitações funcionais dos olhos, boca ou nariz por conta delas.

Se você já se perguntou como técnicas cirúrgicas para correção de cicatriz facial podem melhorar sua aparência, sua auto-confiança, ou melhorar a função, você vai querer saber as opções cirúrgicas disponíveis e que você pode esperar deles.

Uma pessoa, ao considerar a possibilidade da revisão da cicatriz facial, deve entender que não há nenhuma maneira de eliminar completamente as cicatrizes. O objetivo é melhorar a aparência da cicatriz, disfarçando-a, deslocando-a, ou minimizando sua importância. A cor e tipo da pele, idade e tipo de cicatriz, são fatores importantes que devem ser parte da discussão antes da cirurgia.

Diferentes tipos de cicatrizes respondem a diferentes técnicas de cirurgia plástica. A época da cirurgia é uma outra escolha importante.

Alguns cirurgiões desaconselham qualquer revisão da cicatriz, em casos de lesões, por um período que pode se estender até um ano após a lesão. Este intervalo permite ao corpo tempo suficiente para cicatrização apropriada. Frequentemente, cicatrizes inicialmente proeminentes desaparecem com o tempo.

O cirurgião examinará a cicatriz, a fim de decidir sobre o tratamento adequado e informar sobre os resultados que se pode esperar de uma cirurgia facial para revisão de cicatrizes.

Queimaduras graves, que destruiram grande parte da pele levam a uma cicatrização com textura enrugada. A cicatrização da pele, músculos, tendões esticados e as proximidades podem ser afetados neste movimento de cicatrização contraída.

Quelóides são o resultado de excesso de pele e de colágeno após uma ferida cicatrizada. Estas cicatrizes geralmente aparecem como tumores no local da cicatriz. Cicatrizes Hipertróficas, diferente das quelóides, não crescem para fora dos limites da área de cicatriz, mas devido à sua espessura e textura elevada ou engrossada, podem ser bem feias e podem também restringir o movimento natural dos músculos e tendões.

Algumas cicatrizes faciais são incômodas simplesmente por conta de onde elas aparecem no rosto, enquanto outras afetam expressões faciais.

Todas as possibilidades cirúrgicas serão discutidas na consulta inicial, juntamente com os riscos para cada tipo de cicatriz. O acordo entre paciente e cirurgião sobre como proceder é um pré-requisito para a cirurgia bem-sucedida.

Depois de decidir como proceder à revisão da cicatriz, o cirurgião informará sobre a anestesia, a instalação cirúrgica (i.e. hospital), quaisquer opções de cirurgia de suporte, e os custos.

Como as cicatrizes são altamente individuais, bem como a atitude do paciente em relação às cicatrizes, uma melhora máxima para as cicatrizes faciais pode exigir mais de um procedimento, e mais de uma técnica pode ser empregada.

Quando uma cicatriz é do tipo de contratura, cirurgia em geral envolve a remoção do tecido cicatrizado totalmente. Retalhos de pele, compostos de uma pele saudável e ausente de cicatrizes da pele são levantadas e, em seguida, mudam-se de posição para formar uma nova linha de incisão. Quando não é possível um retalho, pode ser usado um enxerto de pele. O enxerto envolve tomar uma parte de tecido da pele de uma área e anexá-lo (ou enxertá-lo) em outra. Deve ser deixado tempo suficiente após a cirurgia para que novos vasos sanguíneos e novos tecidos moles se formem.

Zeta-plastia é um método para mover uma cicatriz de uma área para outra, geralmente em um vinco ou sulco natural da pele para minimizar a sua visibilidade. Embora a Zeta-plastia não remove todos os sinais da cicatriz, faz com que seja muito menos perceptível.

Resurfacing a Laser (Descamação da Pele) e Dermoabrasão são métodos que um cirurgião usa para fazer as cicatrizes grosseiras ou elevadas menos proeminentes, eliminando parte das camadas superiores da pele com um instrumento abrasivo ou luz do tipo laser. Claramente, a cicatriz continuará, mas será mais suave e menos visível.

Cicatrizes excessivamente escuras ou cicatrizes hiper-pigmentadas podem ser melhoradas, permitindo que se misturem com a pele normal circundante, com cremes clareadores ou peelings químicos. Os agentes reduzem a intensidade ou o número de grânulos de pigmento na pele, diminuindo o contraste de cor. Como todas as técnicas de correção de cicatriz, cuidados devem ser tomados para limitar a exposição ao sol por 6 a 12 meses para facilitar a cicatrização e reduzir a recorrência do problema.

Quelóides ou cicatrizes hipertróficas são freqüentemente tratados com injeções de esteróides ou de aplicação tópica de silicone para reduzir o tamanho. Se ainda assim, o resultado não for satisfatório, as cicatrizes podem ser removidas cirurgicamente, e as incisões fechadas com pontos finos, muitas vezes resultando em cicatrizes menos proeminentes.

Pode-se esperar sentir algum desconforto após a cirurgia facial para revisão de cicatriz. Algum inchaço, equimoses (popularmente chamadas de hematomas) e vermelhidão geralmente são inevitáveis. É importante seguir as recomendações de pós-operatório com precisão.

Embora as suturas sejam removidas em poucos dias após a cirurgia, a pele precisa de tempo para cicatrizar. Cirurgiões geralmente insistem em atividade diminuída após a cirurgia e instruem os pacientes a manter a cabeça levantada quando deitados, usar compressas frias para reduzir o inchaço e evitar qualquer atividade que coloque sob estresse a área da incisão.

Dependendo da cirurgia realizada no lado da cicatriz, o Cirurgião Plástico Facial irá explicar os tipos de atividades a se evitar. Nenhuma medicação deve ser tomada sem consultar primeiro o médico.É importante lembrar que os tecidos de cicatriz exigim um ano ou mais para cicatrizar completamente e alcançar máxima melhora na aparência.

Seguros médicos geralmente não cobrem cirurgias puramente estéticas. Cirurgia para corrigir ou melhorar cicatrizes provocadas por ferimentos ou que causam prejuízo funcional pode ser recuperados na totalidade ou em parte. É responsabilidade do paciente verificar com sua empresa de seguro médico para obter informações sobre o grau de cobertura.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s