Tratamentos Clínico-cirúrgicos da Pele

Tratamentos Clínico-cirúrgicos da Pele

Peelings Faciais e Cirurgia a Laser

Na última metade deste século, homens e mulheres tiveram mais tempo de lazer ao ar livre para gastar, do que em gerações anteriores. Muitas horas gastas em lazer, e a prevalência de férias de verão e inverno fizeram os seus efeitos sobre a pele das pessoas: rugas prematuras são mais comuns agora do que nunca. Tanto homens como mulheres procuram a Cirurgia Plástica Facial para reverter os efeitos do sol da pele danificada. A cirurgia também pode suavizar o aspecto de cicatrizes de acne severa e remover da pele lesões pré-cancerosas e/ou de crescimento anormais como a queratose.

Se você já se perguntou como um Resurfacing a Laser (Descamação da Pele), Peeling Químico ou Dermoabrasão pode melhorar a aparência da sua pele, sua auto-confiança, ou a sua saúde, você precisa saber como são executados e o que você pode esperar de tais procedimentos.

Procedimentos como o Resurfacing (Descamação da Pele) não pode produzir uma pele perfeita, mas o objetivo é melhorar a aparência da pele, tanto quanto possível.

O tipo de pele e cor, etnia e idade são fatores importantes que devem ser discutidos antes da cirurgia. Se a pele é escura ou com problemas como alergias, queimaduras, antecedentes de má cicatrização ou exposição à radiação, pode ser necessária uma avaliação mais especializada para determinar se o paciente é um bom candidato para estes procedimentos. Se o paciente já teve episódios de bolhas ao redor da boca ou herpes cutâneo, é importante informar o médico desta condição.

Antes de decidir sobre um dos tipos de Resurfacing (Descamação da Pele), o cirurgião plástico pode recomendar um regime de cuidados da pele antes do procedimento para melhorar o resultado, bem como acelerar a sua recuperação. Se houver danos do envelhecimento ou lesão, mais do que um procedimento pode ser necessário.

O cirurgião examinará a pele para avaliar os fatores que poderiam afetar o resultado da cirurgia e determinar o procedimento adequado. Paciente e médico explorarão suas atitudes para a cirurgia, e discutirão expectativas realistas e riscos. A confiança é construída através dessas discussões, e o acordo entre o cirurgião e o paciente é um pré-requisito para o êxito da cirurgia.

O paciente receberá também as informações relativas a cada procedimento. É importante lembrar que nem o Peeling Químico, nem a Dermoabrasão podem corrigir flacidez da pele ou interromper o processo de envelhecimento. Além disso, como alguns peelings químicos clareiam a cor da pele, o paciente deve se comprometer a usar protetor solar de forma agressiva após a cirurgia.

Após uma minuciosa história clínica, o cirurgião discutirá as opções de anestesia, a instalação cirúrgica (i.e. hospital) a ser utilizada, as opções de cirurgia adicional, e os custos do processo. Ele também pode sugerir outra cirurgia, antes ou após o processo de desgaste, a fim de melhorar a aparência global.

A pele é composta de epiderme e derme. Dentro da derme são duas camadas, sendo que ambas são construídas de colágeno – fibras longas que suavizam e esticam com a idade e danos por sol. Se a camada mais profunda, a camada reticular, estiver danificada, resulta-se em cicatrizes, enquanto a camada superior da derme, a camada papilar, não deixa cicatrizes.

Em um Peeling Químico, o cirurgião aplica um dos muitos produtos químicos disponíveis para a pele. O ácido glicólico é o mais suave. ATA, ácido tricoloroacético, pode ser usado em vários pontos fortes para uma suavidade duradoura. O tratamento mais profundo é feito com um peeling de fenol.

Antes de qualquer peeling, primeiramente os rostos são cuidadosamente limpos com uma solução para remover a oleosidade e preparar a pele para uma penetração mais profunda. Então o Peeling Químico é aplicado, a epiderme é removida, e a química penetra na primeira camada da derme.

Dermoabrasão é uma técnica cirúrgica em que algumas cicatrizes mais profundas e as rugas podem ser suavizados. O cirurgião utiliza um anestésico local, e/ou um agente de congelamento para tornar a pele insensível. Em seguida, usando uma escova de rotação de alta velocidade, o cirurgião remove a camada superficial da pele para o nível apropriado para os melhores resultados. O tamanho e a profundidade das cicatrizes e o grau de enrugamento determinam o tempo de duração da cirurgia.

A cirurgia a laser (Resurfacing a Laser) é usada para alterar a superfície da pele facial sem rugas causadas pela exposição ao sol em excesso, ou pés de galinha, ou cicatrizes de acne. Com um Laser de alta energia, ondas de luz amplificada vaporizam a camada superior da pele imediatamente, sem sangramento e um mínimo de trauma para a pele ao redor.

Imediatamente após o Resurfacing a Laser, Peeling Químico ou Dermoabrasão, o cirurgião pode aplicar um curativo à sua pele. Inchaço e descamação da pele são normais, e pomadas para manter a pele suave e hidratada devem ser aplicadas por 7 a 10 dias após a cirurgia.

A vermelhidão da pele, que persiste após a fase inicial de cicatrização, diminui com o tempo. O cirurgião geralmente recomenda uma dieta leve, evitar os extremos de temperatura, e qualquer atividade que possa causar stress e a descamação da pele. É fundamental seguir rigorosamente as instruções do cirurgião no pós-operatório. Se houver qualquer aumento de vermelhidão ou coceira nos dias após a cirurgia, é importante informar o médico imediatamente.

Em 1-2 semanas após a cirurgia, surgirá nova pele com a cor mais rosada, mais fina, e sem muitas rugas, mas pode levar algumas semanas para desaparecer toda a vermelhidão. Os cuidados de acompanhamento envolvem o uso de protetor solar para proteger a pele enquanto novo pigmento é criado. Os pacientes notarão que a pele permanece mais leve por longo tempo após a cirurgia, mas esta condição geralmente desaparece quando o nível de pigmentação da pele for restaurado.

Cirurgia a Laser

Um laser é um feixe de alta energia de luz que pode seletivamente transferir a sua energia para tecidos, como para tratar a pele. Lasers contêm material que produz uma luz amplificada, como dois espelhos que refletem a luz para frente e para trás através deste material. O resultado é luz que está colimada e intensa. Esta luz uma cor ou várias cores puras.

Essa propriedade que separa o laser de um poste de luz, são importantes para a aplicação médica de lasers.

Muitos procedimentos não podem ser feitos sem o laser, e da mesma forma, muitos procedimentos são realizados sem qualquer benefício de um laser. A escolha de usar um laser ou outros métodos cirúrgicos é feita com cuidado pelo Cirurgião Plástico Facial, que analisará os resultados, as possíveis complicações, e as alternativas.

A escolha do laser depende de muitos fatores, incluindo a experiência do cirurgião, o tamanho da área a ser tratada, e as expectativas do paciente.

Na medicina, os médicos podem usar lasers para fazer incisões, vaporizar tumores, vasos sanguíneos seletivamente, reduzir pigmentação, ou mesmo tratar a pele das rugas. O laser faz com que seja possível mudar o tecido sem fazer uma incisão. Assim, o cirurgião pode tratar marcas de nascença ou vasos sanguíneos danificados, remover manchas, e encolher vasinhos faciais sem cirurgia, como um bisturi de luz.

Peeling a Laser (Descamação da Pele com Laser)

Os lasers podem ser usados para reduzir as rugas ao redor dos lábios ou dos olhos, mesmo a face a toda, suavizando rugas finas e removendo manchas do rosto.

Remoção a Laser de Marcas de Nascença e Lesões Cutâneas

Marcas de Nascença (como mancha “vinho do porto”) respondem muito bem ao tratamento com laser para os vasos sanguíneos anormais que causam estas marcas, que tem seu tamanho reduzido pelo laser. Isso resulta em uma pele mais clara e de coloração mais natural. Tumores de pele, vasinhos faciais, verrugas e algumas tatuagens também respondem bem ao tratamento com a cirurgia a laser.

A maioria das situações tem mais de um tratamento a laser possíveis, mas alguns respondem a um único tipo de tratamento. O cirurgião plástico usa frequentemente a menor intensidade possível de laser. A baixa intensidade preserva o máximo possível do tecido saudável, no entanto, exige muitos tratamentos repetidos. Isso produz um resultado esteticamente agradável.

Muitas das cirurgias a laser são realizados em tratamento ambulatorial em hospitais ou em consultórios.

Implantes Capilares a Laser

Neste procedimento, os lasers são usados para abrir a área onde o transplante de cabelo será colocado.

Novos lasers

Muitas novas tecnologias de laser estão disponíveis e têm uma variedade de usos, tais como: diminuição de gordura logo abaixo do olho; rejuvenescimento da pele, juntamente com a luz pulsada intensa, e prestar assistência à cirurgia facial minimamente invasiva.

Os constantes avanços tecnológicos levam a novas aplicações para as futuras gerações de lasers. Você pode se atualizar com seu médico.

Após o cirurgião indicar que um laser pode ser útil para a sua cirurgia, ele explicará como ele pode ser utilizado.

Alguns cirurgiões podem usar um anestésico local na área a ser tratada antes da cirurgia., que pode, às vezes, ser feita no próprio consultório, e outras vezes, as cirurgias são realizadas em ambulatórios em uma clínica ou num hospital. O cirurgião decidirá sobre o método adequado, dependendo da natureza da cirurgia.

Como segurança é um componente importante do uso de laser, o cirurgião descreverá as precauções de segurança antes da cirurgia. Se haverá tratamento com um anestésico local, é obrigatório o uso de óculos de proteção durante o uso do laser.

Após a cirurgia, provavelmente o paciente apresentará algum inchaço e vermelhidão da pele por vários dias. E podem ser necessárias pomadas antibióticas durante o processo de cicatrização.

É importante que o paciente siga todas as instruções pós-operatórias do cirurgião, em particular na utilização de protetor solar e evitar exposição ao sol.

O pleno impacto do laser pode não ser aparente por um ou dois meses, especialmente com deformidades vasculares, portanto, novas sessões de tratamento adicionais não serão agendadas até que o processo de cicatrização para um determinado tratamento esteja completo.

Seguros médicos geralmente não cobrem cirurgias puramente estéticas. Cirurgia para corrigir ou melhorar deformidades congênitas ou graves, ou lesão de pele adquirida podem ser reembolsadas na totalidade ou em parte. É responsabilidade do paciente verificar com sua empresa de seguro médico para obter informações sobre o grau de cobertura.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s