Mentoplastia

Mentoplastia

Cirurgia do Queixo

Um queixo bem definido ajuda a dar equilíbrio ao rosto e é parte importante de um perfil atraente. Quando as pessoas se olham no espelho, gastam mais tempo e foco no tamanho e forma dos seus narizes, orelhas, bochechas, flacidez, ou no enrugamento da pele. Embora poucos examinem o queixo com os mesmos olhos perspicazes, ter um queixo “fraco” ou “retraído” certamente não é um trunfo. Cirurgiões, que se especializam em Rinoplastia, ou cirurgia do nariz, são frequentemente os primeiros a sugerir que as mudanças no tamanho ou formato do queixo podem melhorar o perfil, tanto quanto uma Rinoplastia, para alcançar o equilíbrio e harmonia facial. Felizmente, este é um procedimento relativamente simples que pode fazer uma grande diferença.

Se você está se perguntando como uma Mentoplastia, ou cirurgia do queixo, pode melhorar sua aparência, você precisa saber como a cirurgia é realizada e o que você pode esperar deste procedimento.

Um perfil equilibrado pode ser alcançado através da inserção de um implante ou de mover o osso do queixo para a frente para avançar um queixo retraído, ou por redução óssea de um queixo muito proeminente.

Outra possibilidade de melhoria através da cirurgia do queixo é lipoaspiração submentoniana, em que o tecido adiposo em excesso no pescoço é removido para redefinir o queixo ou pescoço. Quando há um problema de má oclusão dentária, ou defeitos de nascença na estrutura da própria mandíbula, a cirurgia da mandíbula pode melhorar a forma e a função do terço inferior da face e melhorar bastante a aparência.

A consulta pode ajudar a decidir sobre o tipo de cirurgia que resolverá o problema do paciente.

Durante a consulta, o cirurgião examinará o queixo e mandíbula para identificar problemas. Ele pesará outros fatores que poderiam influenciar o resultado da cirurgia, tais como idade, tipo de pele, e atitudes para a cirurgia. O procedimento cirúrgico pode ser descrito em detalhe, juntamente com projeções razoáveis.

Optando pela cirurgia, a cirurgião irá descrever uma técnica indicada, o tipo de anestesia a ser utilizado, a instalação cirúrgica (i.e. hospital), uma possível cirurgia adicional complementar, e os riscos e custos.

Para aumentar o queixo, o cirurgião começa por fazer uma incisão ou na linha de vinco natural sob o queixo, ou dentro da boca, onde a gengiva e o lábio inferior se encontram. Delicadamente esticando esta região, o cirurgião cria um espaço onde o implante pode ser colocado ou o osso pode ser movido. Este implante, feito de material sintético que se sente muito mais como o tecido natural, normalmente encontrada no queixo, está disponível em uma ampla variedade de tamanhos e formas. Isso permite uma adaptação personalizada do implante com as configurações do rosto do paciente. Após o implante, o cirurgião utiliza suturas finas para fechar a incisão. Quando a incisão é dentro da boca, nenhuma cicatriz é visível. Se a incisão é sob o queixo, a cicatriz geralmente é imperceptível.

Em cirurgia de redução de queixo, as incisões são feitas, quer na boca ou debaixo do queixo. O cirurgião esculpe o osso a uma forma mais agradável. Para a cirurgia ortognática, o cirurgião fará incisão dentro da boca para reposicionar os ossos da face. O procedimento, dependendo da extensão do trabalho, dura entre 1 e 3 horas.

Imediatamente após a cirurgia, o cirurgião provavelmente aplicará curativo que permanecerá no local por 2-3 dias. O paciente pode experimentar um pouco de sensibilidade excessiva na região. O desconforto pós-operatório pode ser controlado com medicamentos prescritos. Mastigação provavelmente será limitada imediatamente após a cirurgia do queixo e uma dieta de líquidos e alimentos pastosos pode ser necessária por alguns dias após a cirurgia. A maioria dos pacientes sente uma sensação de pele esticada após a cirurgia, mas isto normalmente desaparece em uma semana.

Depois de aproximadamente seis semanas a maioria do inchaço desaparecerá e é possível avaliar os resultados do procedimento. Atividade vigorosa pode ser proibida para as primeiras semanas após a cirurgia e a atividade normal pode ser retomada após aproximadamente 10 dias.

Seguros médicos geralmente não cobrem cirurgias puramente estéticas. Cirurgia para corrigir ou consertar deformidades graves, defeitos congênitos, ou lesão podem ser reembolsadas na totalidade ou em parte. É responsabilidade do paciente verificar com sua empresa de seguro médico para obter informações sobre o grau de cobertura.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s