Ritidoplastia

Ritidoplastia

Ou Ritidectomia, ou Lifting da Face
O envelhecimento do rosto é inevitável. Conforme os anos passam, a pele começa a afrouxar no rosto e no pescoço. Pés de galinha aparecem nos cantos dos olhos, linhas da testa tornam-se vincos e, em seguida, gradualmente, as dobras e rugas mais profundas. A linha da mandíbula cai das bochechas, e sob o queixo, outro queixo, ou pregas verticais aparecem na frente do pescoço. Hereditariedade, hábitos pessoais, a força da gravidade, exposição solar contribuem para o envelhecimento da face. Com maior envelhecimento da população em geral, torna-se claro o porquê da Ritidoplastia (ou Lifting da Face) tornar-se o terceiro procedimento cirúrgico da plástica facial mais comum.

Caso você já tenha se perguntado como a cirurgia de Lifting, ou Ritidoplastia, pode melhorar sua aparência, auto-confiança, ou sua saúde, você precisa conhecer como uma Ritidoplastia é realizada e o que você pode esperar dela.

Não há ideal no Lifting. Pelo contrário, o objetivo é melhorar a aparência global da face. Tipo de pele, etnia, grau de elasticidade da pele, visualização individual, a estrutura óssea de base, bem como uma atitude realista são fatores que devem ser discutidos antes da cirurgia.

Este procedimento é, às vezes, realizado em pacientes com cerca de 30 anos, porém, cirurgias bem sucedidas foram realizadas em pacientes com seus 80 anos.

O Lifting não pode parar o envelhecimento, nem pode fazer voltar o relógio, mas é possível realçar o melhor do rosto, dar aparência de saúde e um ar mais jovem. Outro benefício é que muitos pacientes experimentam aumento da auto-confiança.

Antes de decidir sobre um Lifting, deve-se discutir com o Cirurgião Plástico Facial, se o efeito global será mais bem sucedido caso outras alterações sejam feitas no queixo ou nas áreas do pescoço através de cirurgias faciais adicionais. Muitos pacientes optam por Lipoaspiração facial para remover depósitos de gordura em excesso, em conjunto com um Lifting.

Durante as consultas preliminares, o cirurgião examinará a estrutura do rosto, a textura da pele, cor, elasticidade, e fará fotografias para poder estudar o rosto.

Os riscos serão também examinados, especialmente aqueles relacionados a situações médicas, como pressão arterial elevada, uma tendência a cicatriz hipertrófica ou quelóides, tabagismo e qualquer deficiência na coagulação do sangue. O cirurgião avaliará a história médica e as atitudes mentais e emocionais do paciente para a cirurgia, porque uma atitude realista é crucial para o sucesso da cirurgia.

Após a decisão de avançar com uma Ritidoplastia (Lifting da Face), o cirurgião descreverá a técnica indicada, o tipo de anestesia, a instalação cirúrgica (i.e. hospital), qualquer cirurgia adicional, os prós e contras, as possíveis complicações e custos do processo.

O cirurgião começa a incisão na área das têmporas, embaixo de cabelo, um pouco acima e na frente da orelha, e continua ao redor e abaixo, circundando a orelha antes de retornar ao ponto de origem no couro cabeludo. A pele é puxada para cima antes que o cirurgião reposicione e aperte o músculo e tecido conjuntivo subjacentes. Algumas gorduras podem ser removidas, assim como o excesso de pele. Para os homens, a incisão é alinhada para acomodar as costeletas e a implantação da barba. Em todos os casos, as incisões são colocadas onde cairão em vincos naturais da pele para camuflar. Depois de aparar o excesso de pele, o cirurgião fecha as incisões com pontos finos, que permitem a cirurgia sem corte de cabelo no local da incisão.

Dependendo da extensão da cirurgia, o processo pode demorar 2-4 horas.

Quando o procedimento é realizado com uma combinação suave de sedativos, anestesia local, e uma leve anestesia intravenosa, o paciente pode sentir um pouco de desconforto, e por isso, alguns cirurgiões preferem usar anestesia geral.

Após a cirurgia, o cirurgião aplicará bandagem para proteger toda a área onde as incisões foram feitas.

Embora a maioria dos pacientes sintem pouca dor após a cirurgia, o cirurgião pode prescrever medicação específica para evitá-la. Algum grau de inchaço e hematomas é inevitável, e o cirurgião pode instruir a usar compressas frias para mantê-los mínimos. O curativo é removido em um ou dois dias.

O cirurgião também instruirá a manter a cabeça elevada ao deitar, evitar atividades quanto possível, e a comunicar qualquer desconforto inesperado. Embora existam raros riscos em cirurgia plástica facial, e milhares delas sejam realizados a cada ano, alguns riscos existem em qualquer cirurgia.

Os pacientes devem planejar ter apoio pós-operatório da família e dos amigos.

Em alguns casos, um tubo de drenagem à vacuo (exemplo: PortoVac) pode ser inserido durante a cirurgia e será removido no primeiro ou segundo dia pós cirúrgico. Todas as suturas e grampos são removidos geralmente dentro de 5 a 10 dias após a cirurgia.

A recuperação normalmente leva 2-3 semanas, e muitos pacientes voltam a trabalhar em duas semanas. As cicatrizes normalmente não são visíveis após haver passado tempo suficiente para a maturação e cicatrização. Em qualquer caso, elas são facilmente disfarçadas em dobras naturais da pele, pelo cabelo.

É importante ter sempre em mente que o processo de envelhecimento continua após a cirurgia e que algum relaxamento na pele dos pacientes ocorrerá durante as primeiras semanas.

Os seguros médicos geralmente não cobrem a cirurgia que é feita puramente por razões estéticas.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s