Frontoplastia

Frontoplastia

Cirurgia das Rugas da Testa

 

Os efeitos do envelhecimento são inevitáveis e, muitas vezes, a testa e a fronte (região da glabela – entre as sobrancelhas) mostram os primeiros sinais. A pele começa a perder sua elasticidade. Sol, vento, a força da gravidade afetam toda a face, resultando em linhas de expressão, rugas na testa, e um peso crescente sobre as sobrancelhas e as pálpebras superiores, aumentando a quantidade de pele entre a sobrancelha e a linha dos cílios. Mesmo pessoas em seus 30 anos podem ter rostos que parecem mais velhos do que são realmente. A aparência de cansado, irritado, triste ou de mal-dormido pode não refletir o que a pessoa realmente sente. Sendo assim, muitos escolhem submeter-se ao procedimento conhecido como Frontoplastia. Baseados em variações na forma como homens e mulheres envelhecem, e sobre os novos avanços na tecnologia médica, métodos diferentes são usados para executar este procedimento.

Se você está se perguntando como um Frontoplastia, poderia melhorar sua aparência, é preciso saber como esse procedimento é realizado e que você pode esperar.

Quando um cirurgião estica a pele solta e remove o excesso, as rugas na testa e as sobrancelhas caídas são modificadas. O procedimento é chamado de Frontoplastia. Se necessário, o cirurgião remove parte do músculo que causa linhas de expressão entre as sobrancelhas. O resultado pode ser uma testa suave e uma expressão mais jovial.

Para ver o que uma Frontoplastia pode fazer pelo rosto, coloque as mãos acima da testa e fora das margens de seus olhos e delicadamente levante a pele para cima. Elevar a testa é uma opção se você tiver uma testa alta, ou uma linha de implantação de cabelo recedendo, ou rugas profundas entre os olhos. Este procedimento é feito geralmente entre 40 e 65 anos, embora possa ser necessário mais cedo.

As incisões podem ser feitas no couro cabeludo, atrás da linha de implatação dos cabelos, ou em alguns casos, acima da sobrancelha ou no meio da testa.

Durante a consulta, o cirurgião examinará a estrutura facial, condição da pele, linha de implatação dos cabelos, a fim de decidir onde devem ser feitas as incisões, e quais as técnicas mais adequadas. A história médica completa é obtida e uma descrição detalhada do procedimento incluirá a discussão dos riscos envolvidos.

Após a decisão de prosseguir, o cirurgião descreverá a técnica indicada, o tipo de anestesia, a instalação cirúrgica (i.e. hospital), a necessidade ou não de cirurgia adicional complementar, os riscos e custos.

A principal diferença entre as várias opções para levantar a testa consiste na colocação da incisão.

A técnica original é a incisão coronal, feita um pouco atrás da linha do cabelo natural. Uma alternativa é a incisão pré-triquial – semelhante à incisão coronal, exceto que a porção média da incisão é feita diretamente no couro cabeludo. Esta incisão geralmente cicatriza favoravelmente e tem a vantagem de abaixar a linha de implantação de cabelos e diminuir a testa. A desvantagem pode ser cicatrizes visíveis. Uma opção é colocar a incisão no meio das rugas da testa. Este é usado principalmente em homens com profundas linhas de testa pré-existentes.

A mais nova abordagem é a cirurgia endoscópica. Várias pequenas incisões de dois centímetros são colocadas logo atrás da linha de implatação dos cabelos. Embora essa técnica demande mais tempo de cirurgia, é bem menos invasiva e resulta em uma menor chance de parestesia (dormência) temporária do couro cabeludo.

Este procedimento leva entre 1-2 horas para ser executado. É mais comumente realizada sob sedação ou anestesia endovenosa.

O paciente pode apresentar inchaço e hematomas no período de 10 dias após a cirurgia. Em alguns pacientes, esta condição pode incluir o rosto e área dos olhos, bem como a testa. Orienta-se manter a cabeça elevada e aplicar compressas frias para reduzir o inchaço.

Durante a cicatrização das incisões, o paciente pode experimentar alguma dormência, assim como prurido, que diminuirão com o tempo.

As suturas são removidas geralmente dentro de 7 a 10 dias após a cirurgia. Se forem utilizados curativos compressivos, eles são retirados em 1-3 dias.

Para a maioria dos pacientes, o tempo de recuperação não deverá exceder duas semanas, mas os pacientes ainda podem ser aconselhados a evitar atividades físicas por períodos mais longos.

Qualquer ferimento prolongado pode ser camuflado com as técnicas de maquiagem padrão.

É comum uma Frontoplastia ser combinada com a cirurgia das pálpebras (Blefaroplastia) ou Ritidoplastia (Lifting da Face) para fornecer um rejuvenescimento harmônico.

Seguros médicos geralmente não cobrem cirurgias puramente estéticas. Cirurgia para corrigir ou melhorar a flacidez testa e as sobrancelhas, que interferem com a visão, pode ser reembolsada na totalidade ou em parte. É de responsabilidade do paciente para verificar com a empresa de seguro médico para obter informações sobre o grau de cobertura.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s